Segunda-feira, 31 de Março de 2008

A Não Perder...








publicado por Artes12Faro às 16:15
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 24 de Março de 2008

Entrevista à Arquitecta Teresa Valente

 

Como já foi, mais do que uma vez, referido no nosso blog, no dia 14 de Fevereiro, pelas 15 horas, o grupo Inovar In Urbe  deslocou-se até à Câmara Municipal de Faro, afim de entrevistar a Arquitecta Teresa Valente.

~*~

O que nos sabe dizer sobre o tipo de arquitectura da casa escolhida?

Quanto à nossa primeira questão a Arquitecta Teresa disse que se sente mais à vontade para falar sobre arquitectura contemporânea, o que não é o caso da “nossa” casa, mas disse que nos podia encaminhar para quem já a tivesse estudado. Referiu também que o livro “Edificações Notáveis” seria uma boa ferramenta para o nosso trabalho. No entanto conseguiu adiantar-nos que a casa escolhida possui “uma construção faseada, portanto não é uma casa de uma época só, tendo tido uma campanha marcadamente do século XX. Se o vosso projecto se refere apenas à parte da casa que faz gaveto, ela é sem dúvida uma arquitectura recente com intenção de copiar uma série de elementos considerados tradicionais e de referência à construção que lhe é anexa”.

 

 

Acha que a casa é de interesse público, e deveria ser classificada como património local?

 

A Arquitecta Teresa confirmou que de facto esta casa tem interesse público, por isso se encontra na Planta Síntese do Regulamento Municipal das Intervenções nos Núcleos Históricos de Faro identificada como “Edificação Notável” para assim poder ter uma categoria e consequentemente uma proposta de intervenção em termos de regulamento municipal.

 


(Ler mais)

publicado por Artes12Faro às 17:44
link do post | comentar | favorito

Barómetro Emocional!

Olá pessoal…!

 

Inauguramos hoje o nosso Barómetro Emocional…Achámos que seria importante eleger cada semana o membro do grupo que mais se destacou, ou pelo trabalho desempenhado ou por alguma atitude mais positiva. Assim resolvemos criar o nosso barómetro emocional. Cada salpico corresponde a um de nós, assim a cor predominante corresponde ao aluno destacado! Para conseguirem identificar a quem se refere cada salpico temos uma legenda, e por baixo dessa legenda surge o resultado do aluno da semana…

 


publicado por Artes12Faro às 16:23
link do post | comentar | favorito

Avaliação do 2º período...

 

 

Avaliação do 2º período

 

    CF do 2º Período: A (CP 1ºPx1) + B (CP 2ºPx2)

                                                                 3

A – Classificação ponderada do 1º Período

B – Classificação ponderada do 2º Período x 2

 

Classificação Final do 2º Período: (A + B): 3

Trabalho realizado:

·       Trabalhos

·       Dossier individual

·       Dossier de grupo

·       Diário bordo

·       Blog

85%

 

Atitudes:

·      Capacidade de cooperação e respeito pelo grupo

·      Capacidade de iniciativa e autonomia

·       Participação e envolvimento no trabalho

·       Capacidade de avaliação e interpretação crítica do trabalh

       15%

                                                            

 

Auto –

-Avaliação

Avaliação da

Professora

Proposta final

 

(A + B): 3

Trabalho

realizado

Atitudes

Carina

16

17

17

15+34:3=16

Jani

18

18

19

18+36:3=18

Mónica

14

15

16

16+30:3=15

Raquel

17

17

18

17+34:3=17

Rudi

16

15

16

15+30:3=15


publicado por Artes12Faro às 12:58
link do post | comentar | favorito

As duas últimas semanas de aulas…

As duas últimas semanas de aulas foram uma loucura, imensos trabalhos para concluir, alguns testes a fazer e o tempo muito limitado…No entanto continuámos activos, durante esses dias concluímos a reformulação das plantas da casa e numa das aulas tivemos o prazer de receber a visita do Arquitecto Gonçalo Vargas (da Protecna) que nos deu algumas indicações técnicas.

Afim de obter mais informação acerca do projecto de requalificação utilizado na Biblioteca Municipal de Faro, entrevistámos o Arquitecto António Santos, autor do projecto, que nos deu pistas excelentes para a nossa pesquisa acerca de projectos de requalificação, assim como nos forneceu dados importantes sobre a Casa da Família Fonseca. Concluímos a Ficha Técnica da “nossa” casa (já se encontra no blog), e para uma melhor compreensão do que esta se trata anexámos um slide com imagens do interior e exterior da casa. Como o tempo está a ficar limitado resolvemos pesquisar os materiais, que pretendemos utilizar na reconstrução do imóvel e na maqueta, durante as férias, e nesse sentido estivemos também a distribuir tarefas para que o trabalho seja continuo…


publicado por Artes12Faro às 12:31
link do post | comentar | favorito
Domingo, 23 de Março de 2008

Boa Páscoa...

A Equipa
Inovar in Urbe
Deseja a todos uma
 Boa Páscoa!

publicado por Artes12Faro às 18:12
link do post | comentar | favorito
Sábado, 22 de Março de 2008

Casa Família Fonseca


publicado por Artes12Faro às 13:00
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 11 de Março de 2008

Ficha técnica

Ficha técnica

 

Da ficha técnica do imóvel principal, que elaboramos da “Casa Família Fonseca”, destacamos os aspectos seguintes:

 

 

Caracterização: “ Trata-se de uma construção datada de 1795, portanto com mais de dois séculos, construída por paredes resistentes de pedra com argamassa de terra e cal. Foram introduzidos elementos de betão armado, vigas e lajes maciças, na sequência de uma intervenção significativa efectuada em 1941. Constata-se, assim, a utilização de materiais e sistemas de construção completamente distintos, que interessará caracterizar e verificar a respectiva compatibilidade.”

In “Relatório técnico” da Protecna.

 

 

Descrição: O imóvel dos finais do século XVIII filia-se nas características da arquitectura chã ou estilo chão, à semelhança do edifício contíguo. É composto por dois pisos beirados salientes e telhados de tesouro (com uma estrutura de madeira e revestimento com telha tradicional). Salientam-se as duas fachadas com janelas de sacada contendo protecção em madeira, as chamadas reixas, e gradeamentos de ferro forjado. Registam-se grandes alterações nos vãos e no mirante.

     No R/C, dentro do edifício, podemos encontrar uma cozinha interior, uma sala de estar, um quarto, uma casa de banho, uma garagem, um armazém e um arrumo. No exterior encontra-se um grande jardim com uma fonte ao centro, um espaço aberto, dois arrumos e uma casa de banho.

     No 1º andar encontram-se seis quartos, uma cozinha, duas casas de banho, um arrumo, uma sala de estar com uma pequena lareira, duas salas de jantar com duas grandes lareiras, uma copa e um corredor principal com dois pequenos corredores ligados.

     Na planta coberta encontra-se um terraço e um mirante.

 

 

 

Descrição complementar:

 

·             Silhares de azulejos na escada interior

·             Painel de azulejos no topo da escada

·             Silhares, em estuque de gesso, a imitar painéis de madeira na sala principal

·             Tecto, em estuque de gesso, a imitar caixotões de madeira na sala principal

·              Azulejos de figura avulsa no pátio

·             Protecções de reixas nas sacadas

·             Protecções de ferro forjado nas sacadas

 

 

 

 


publicado por Artes12Faro às 20:22
link do post | comentar | favorito
Domingo, 9 de Março de 2008

Reflexão Crítica

Reflexão Crítica

 

Planta Reformulada é inadiável

 

     A nossa segunda visita à casa revelou-se um pouco frustrante, embora tenha sido um confronto necessário com a realidade. Isto porque nos apercebemos de algumas características da moradia que a tornam incompatível com o nosso projecto inicial, o que nos vai obrigar a uma reformulação da planta (elaborada pelo grupo).

     Uma das nossas ideias era construir um teatro/auditório no R/C, num espaço amplo que servia de garagem e arrecadação. Na visita apercebemo-nos de que a nossa ideia não era válida, uma vez que essa divisão não possui pé direito suficiente (o tecto é muito baixo para um espaço deste tipo, facto do qual não nos tínhamos apercebido através dos alçados). Também não é possível baixar o chão, devido às limitações geográficas da casa: a proximidade do mar, que impossibilita um pouco a obra, uma vez que ao escavar naquela zona nos iríamos deparar com muita água    

     Outro problema do qual nos apercebemos na visita foi que muitas das divisões que queríamos usar eram demasiado pequenas, quer a do Bar no R/C, quer os ateliers no primeiro andar. Uma vez que os ateliers são dos espaços mais importantes do nosso projecto, não era muito coerente torná-los num espaço muito limitado em termos de área de trabalho.

     Outro dos problemas com o qual nos deparámos foi a falta de funcionalidade de algumas divisões mais pequenas do primeiro andar.

     Também nos apercebemos de que não haviam casas de banho suficientes, de modo que resolvemos acrescentar duas no R/C.

 


publicado por Artes12Faro às 23:27
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 5 de Março de 2008

Glossário

Já inaugurámos o nosso

Glossário!

Entrar 

Visitem-nos!


publicado por Artes12Faro às 21:08
link do post | comentar | favorito

.Mais coisas sobre o PeSsOaL


. ver perfil

. seguir perfil

. 5 seguidores

.Cuscar neste Blog

 

.Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.Posts Recentes

. Relatório

. Voltámos....

. Balanço das Palestras

. Balanço Semanal - 12 a 16...

. O Nome da Rua

. ...

. Balanço Semanal e algo ma...

. Balanço Semanal

. Balanço Semanal

. Faro no Futuro...

. A Não Perder...

. Balanço Semanal - 7 a 12 ...

. Faro no Futuro

. A Não Perder...

. ...

. ...

. Breve descrição da azulej...

. A Não Perder...

. Entrevista à Arquitecta T...

. Barómetro Emocional!

.Arquivos

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

....Links...

SAPO Blogs

.subscrever feeds